O MAIOR PORTAL DE FISIOTERAPIA ESPORTIVA DO BRASIL

Esportes

Judô


História no mundo

Autor(a): Gil Kiyoshi Konno

          Durante o período medieval japonês, séculos XIV ao XVIII, as artes marciais tiveram seu grande foco por seu uso militarista, sendo o samurai o grande representante dessa classe que desenvolvia formas de controlar suas emoções para poder enfrentar as adversidades até a morte. Essa filosofia de vida era a alma das artes marciais, que só poderia ser atingida pelo treinamento árduo, para desenvolver o espírito de luta, o “Budo”, através da busca da serenidade, simplicidade e do fortalecimento do caráter.

         Como uma forma de arte marcial, surgiu o Jujitsu (Ju = suavidade e Jitsu = arte ou prática), uma luta corporal, sem a utilização de armas. Alguns registros mostram relação entre o Sumô e o Jujitsu onde o Sumô apresenta como base o uso da força e do peso, enquanto o Jujitsu utiliza a habilidade e a astúcia. A prática do Jujitsu levou a formação de inúmeras escolas, com estilos próprios, onde os ensinamentos se apoiavam nas máximas empregadas pelos samurais.

         A abertura dos portos japoneses provocou uma intensa transformação do ponto de vista político-social. A migração de conhecimentos dos países ocidentais levou a abolição dos sistemas feudais e a rejeição da cultura das artes institucionais classificadas como antiquadas.

         Com a modernização das forças armadas, as artes marciais sofreram um importante declínio, permanecendo em completo desuso no país, suas escolas ficaram privadas das subvenções dos clãs.

         Jigoro Kano, um jovem conhecedor do Jujitsu, observou que suas técnicas poderiam ter valor educativo na preparação de jovens, oferecendo ao indivíduo a oportunidade de aprimorar seu autodomínio para superar sua própria limitação.

         Para isso organizou um sistema de métodos educacionais, como uma disciplina de Educação Física, transformando aquela tradicional arte marcial em um esporte trazendo benefícios para a pessoa ao invés de utilizá-la como arma de defesa pessoal.

         Em 1882, o professor Jigoro Kano fundou a JUDÔ KODOKAN, uma escola destinada à formação e preparação integral do homem através das atividades físicas de luta corporal e do aperfeiçoamento moral, sustentado pelos princípios filosóficos e exaltação do caráter que era a essência do espírito marcial dos samurais, o Budo (uma palavra característica do povo japonês e sua origem se encontra nas formas de autoproteção).


Ju = suavidade, Dô = caminho, princípio

         “O Judô pode ser resumido como a elevação de uma simples técnica a um princípio de viver” Jigoro Kano.

         O Judô possui 3 grandes aspectos: o condicionamento físico, o espírito de luta e a atitude moral autêntica.

         Em 1886 foi realizada uma competição de artes marciais, vencida pela Judô Kodokan, que passava assim a ser praticado pela polícia japonesa.

         O Judô chega aos Estados Unidos em meados de 1902. Já em 1905, o Judô alcançava a Europa, quando em 1947 foi realizado o primeiro campeonato entre França e Inglaterra.

         Nos Jogos Olímpicos de Tóquio (1964) o Judô foi disputado como demonstração, para que em 1972 em Munique fosse confirmado como modalidade olímpica.

         O Judô feminino foi confirmado como esporte olímpico a partir das Olimpíadas de Barcelona (1992) (Shinohara, 2000).

O Judô no Brasil

Cadastre-se ou efetue login para ter acesso.

Regras e Equipamentos

Cadastre-se ou efetue login para ter acesso.

Técnicas

Cadastre-se ou efetue login para ter acesso.

Principais Lesões

Cadastre-se ou efetue login para ter acesso.

Como Eu Trato

Cadastre-se ou efetue login para ter acesso.

Referências Bibliográficas

Cadastre-se ou efetue login para ter acesso.

Agenda

 

Hoje

 

Eventos


É expressamente proibida a reprodução ou transmissão total ou parcial de textos, vídeos e imagens por qualquer meio (eletrônicos, fotocópias, gravações ou qualquer outro meio) sem autorização prévia, por escrito, do Portal Fisioesporte. Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/1998. Os textos presentes no Portal não expressam a opinião e/ou conhecimento da Fisioesporte e são responsabilidade de seus Autores.