O MAIOR PORTAL DE FISIOTERAPIA ESPORTIVA DO BRASIL

Esportes

Golfe


Análise Biomecânica 3D do Swing de Golfe

Autor(a): Rui Raposo

A 3a Dimensão da Análise de Video

“Chega a ser irónico como a ciência e a tecnologia têm sido aplicadas em tantas áreas da industria do golfe e o ensino da técnica na modalidade continua ainda a ser visto apenas como uma arte”.

A Ciência tem tido um papel importantíssimo na evolução do golfe, as madeiras (tacos) já não são madeiras, o peso dos tacos e a sua localização foram também transformados, as bolas possuem divots (com vários feitios e são diferentes de marca para marca), porém todos estes desenvolvimentos possuem uma coisa em comum - prometem melhor golfe!

Quantos já não questionaram qual será o melhor equipamento para jogar? Apesar da resposta a esta pergunta encontrar-se ainda longe de ser resolvida, e de cada golfista possuir a sua opinião pessoal, a verdade, é que as empresas de equipamento para golfe conseguem cegar-nos com toda a sua ciência e progresso tecnológico ano após ano, e provavelmente, oferecerem tudo aquilo que não será a solução ideal e mais correcta para melhorar o nosso jogo.

Hoje no mercado de golfe já existe todo o tipo de ciência e tecnologia, quer sejam monitores que registam a velocidade de saida da bola na hora da tacada, ou outros que indicam ao pormenor as rotações por minuto que a bola efectua relacionada com o grau de saida da mesma. Mas, também é possível indentificar e quantificar o movimento do corpo, que à partida será o que deve funcionar correctamente para que a energia seja transferida ao taco e posteriormente à bola, fazendo com que seja dada uma tacada na direcção certa, com a distância desejada, de forma consistente e colocando o corpo em risco minimo de lesão e trabalhando de forma eficiente!

O Professor de Golfe também já possui no seu ensino tecnologia que o ajuda a acelerar a aprendizagem dos seus alunos, a análise de video com “slow motion”, as linhas coloridas a identificar erros e falhas no movimento do golfista, entre outras, vêm modificar a forma como se tem explicado, ensinado e “tentado medir” os movimentos corporais no swing, porém, em termos da verdade exacta do que realmente acontece nesse movimento, as coisas complicam-se, principalmente quando falamos em elementos essênciais e necessários para aquisição de força, consistência, e minimização do risco de lesão.

Segundo os fundamentos de Hogan, David Leadbetter disse: “A sequência cinemática do swing de golfe não pode ser vista através do video, mas sim, medida a 3 dimensões,” aqui David Leadbetter faz referência ao timing do movimento realizado pela parte inferior e superior do corpo e pelas mãos que no final, levam a velocidade à cabeça do taco.

Para medir o movimento a 3 dimensões, é necessário um equipamento que o faça em 6 graus de liberdade, ou seja, que meça os movimentos de translação, (para cima e para baixo, para a frente e para trás, para a esquerda e para a direita), bem como as rotações sobre os 3 eixos.

O Sistema da Golf BioDynamics faz isso, medindo a 3 dimensões (verdadeiramente) e reportando a informação de forma a ser compreendida por todos profissionais da equipe multidisciplinar assim como pelo golfista. Este sistema possui outas particularidades como sejam a associação do software a plataformas de força, equipamentos de monitorização do voo da bola (Trackman), análise de video, entre muitos outros que nos permitem cada vez mais saber com exatidão onde se econtra o elo mais fraco da equação.

Agenda

 

Hoje

 

Eventos


É expressamente proibida a reprodução ou transmissão total ou parcial de textos, vídeos e imagens por qualquer meio (eletrônicos, fotocópias, gravações ou qualquer outro meio) sem autorização prévia, por escrito, do Portal Fisioesporte. Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/1998. Os textos presentes no Portal não expressam a opinião e/ou conhecimento da Fisioesporte e são responsabilidade de seus Autores.